Claudio TAKITA

 

 

Difícil descobrir de onde vem a imaginação, a inspiração e o aprimoramento técnico para a execução de suas obras, pois Claudio Takita, brasileiro, natural de São Paulo, neto de imigrantes japoneses, é autodidata como Artista Plástico, como Designer Gráfico e em outras formas de expressão visual. Iniciou seus trabalhos artísticos com a pintura abstrata e, hoje, suas pinturas são figurativas. Compõem uma sobreposição de personagens, objetos, palavras, texturas e cores, remetendo de maneira intensa às interpretações múltiplas do seu universo, como um poeta das tintas.

“A atmosfera presente em suas pinturas remetem muito às experiências, ensejos, sonhos, emoções, reflexões que vivenciou. São como fragmentos de imagens que colheu e guardou para compor, aliás, recompô-las, rearranjá-las da forma, volume, transparência e essência como fluem no seu particular imaginário.
Numa narrativa de contextos como esta, resta designar como poesia visual, que envolve-nos a observar a sua liberdade criativa para utilizar inúmeros elementos atemporais, de diferentes estilos, de diferentes personalidades, como acontece em suas releituras  de pinturas clássicas teletransportadas para tempos atuais.
Sua pintura é a extensão do seu ato de respirar, realizar e viver, essencialmente com prazer!”

 

It is hard to figure out where the imagination, inspiration and technical improvement to the execution of his work come from, because Claudio Takita, Brazilian, born in São Paulo, the grandson of Japanese immigrants is self-taught as a fine artist, as Graphic Designer and other forms of visual expression.
He began his artistic work with abstract paintings and today his paintings are figurative. They make an overlap of characters, objects, words, textures and colors, referring intensely to multiple interpretations of his universe as a poet of paints.

“The atmosphere that is present in his paintings refers to the very experiences, felicitous, dreams, emotions, reflections that he has experienced. They are like fragments of images that he has collected and saved to compose, by the way, recompose them, and rearrange them in the shape, volume, transparency and essence as they flow in his private imaginary.
In a narrative  of contexts like this, it remains the designation of a visual poetry, which involves us to watch his creative freedom to use numerous timeless elements of different styles, different personalities, as in his reinterpretations of classic paintings teleported to current times.
His painting is the extent of his act
of breathing, performing and living, primarily with pleasure! “

 

 

Exhibitions

 

Setembro de 1993
Paulo Figueiredo Galeria de Arte – São Paulo
Exposição Individual – Abstratos

Outubro de 1996
Off-Bienal Um – Museu Brasileiro de Escultura – São Paulo
Exposição Coletiva

Outubro de 2006
Off-Bienal Dois – Museu Brasileiro de Escultura – São Paulo
Exposição Coletiva

Julho de 2008
Cubo Arte Galeria – Barcelona
Exposição Coletiva

Outubro de 2008
Off-Bienal 3 – Jô Slaviero & Guedes Galeria de Arte – São Paulo
Exposição Coletiva

Junho de 2010
Marcelo Neves & Barion Galeria de Arte – São Paulo
Exposição Individual

Outubro de 2010
Area Arts Galeria de Arte – São Paulo
Exposição Individual

Outubro de 2010
Off Bienal 4
Galeria de Arte Cidade Jardim – São Paulo
Exposição Coletiva

Dezembro de 2010
Salon Société Nationale de Beaux-Arts 2010 – Paris – França
Délégation du Brésil

Dezembro de 2011
Salon Société Nationale de Beaux-Arts 2011 – Paris – França
Délégation du Brésil

Dezembro de 2012
Salon Société Nationale de Beaux-Arts 2012 – Paris – França
Délégation du Brésil

Fevereiro de 2013
Joh Mabe Espaço Arte e Cultura – São Paulo
Exposição Individual

Outubro de 2013
Marcelo Neves Galeria de Arte – São Paulo
Exposição Individual Musas&Divas

Março de 2014
Território Aberto – Bienal de Santo André
Salão de Exposições do Paço Municipal de Santo André
Exposição Coletiva

Novembro de 2014
Arte117 – Casa do Olhar Luiz Sacilotto – Santo André
Exposição Coletiva

Maio de 2015
Salão de Outono da América Latina
Galeria Marta Traba – Memorial da América Latina – São Paulo
Exposição Coletiva

Agosto de 2015
Deco ArtClub – São Paulo
Exposição Individual

Setembro de 2015
Abach Galeria da Casa da Fazenda – São Paulo
Exposição Individual

Dezembro de 2015
Casa Galeria – São Paulo
Exposição Coletiva

Outubro de 2016
Espaço Paulista de Arte – Substantivo do Feminino
Exposição Coletiva

Julho / Setembro 2017
Salão Art Brazil Week  2017 – Instituto São Paulo de Arte e Cultura / Governo do Estado de São Paulo
Museu da Imagem e do Som de Santos – SP
Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba – SP

Janeiro / 2018
Espacio Uruguay – São Paulo
Exposição Coletiva  – SP464

Abril / 2018
Memorial da América Latina – Salão Atos
Exposição Coletiva Mottainai – Nikkey Matsuri

Junho / 2018
Consulado Geral do Japão – São Paulo
Exposição Coletiva “Arte Contemporânea Nipo-brasileira”

 

2019 | Exposições Coletivas | São Paulo

• Intensa São Paulo – Espacio Uruguay

• Expressões do Novo Brasil – Inn Gallery

• São Paulo em Oásis de Luzes – Inn Gallery

• Feminino sob o Olhar dos Gêneros – Inn Gallery

• Mulher 360º – Galeria Tribo

• Aprilis – Espacio Uruguay

• Uma Outra Estória – Mosaiky Eventos – Galeria Zero

• Reabertura Galeria Marcelo Neves

• BikeArt – Mosaiky Eventos – Galeria Zero

 

Agosto / 2019

Exposição Individual – Hotel Mercure São Paulo JK